quarta-feira, março 02, 2005

O som do silêncio

f640050.jpg

Gosto quando nasce a madrugada,
E posso ouvir o som do silêncio...
Abro as janelas e fico quieto, parado,
Simplesmente ouvindo
E distingo claramente a respiração da Terra,
O pulsar do coração do mundo.
É um som misterioso,
Tem algo de enigmático...
Aquele som do mundo!
Que dentro de mim faz eco
Som que me encanta,
Que me instiga,
Que me faz perguntas
Para as quais ainda não possuo respostas.
Mas que continuo nas buscas
É como se quisesse me dizer:
Decifra-me ou devoro-te...
E continuo, assim, quieto, parado,
Quase sem respirar...
Esperando...
Ouvindo...
O respirar da Terra,
O som do silêncio,
O som do mundo...

6 comentários:

Cris disse...

Sabes... eu tenho um mar parecido com este... e tem um passeio de madeira parecido, tb!... Chamo-lhe o "meu" mar... a "minha" praia, porque gosto tanto dele/a!

É lindo passear ao longo do "meu" mar... ouvi-lo, sentir-lhe o cheiro. É lá que eu gosto de sentir a respiração da Terra e o pulsar do coração do mundo. E é lá que o pulsar do meu coração exulta!...

Lindo, o teu poema!
Lindos os momentos q me fez reviver!

Um beijo...

Mar Revolto disse...

Meu Deus, como é que eu só agora te descobri? Que espaço lindo, que poesia tocante!
Voltarei, serei assídua, podes crer!
Um beijo

maria disse...

os mares são de cada um ... o teu será suave, o meu amargo, outro, o do vizinho da frente se calhar sabe a tangerinas doces...
lindo o teu poema

Anónimo disse...

Lindo, pois.. desculpa, mas só me deu vontade de lá estar, na foto, com quem, fica no segredo dos deuses. Não gosto do silencio, mas gostei do teu! Bj da Fernanda

Anónimo disse...

também gostei do teu cantinha!! e considera-te convidado para o meu!!! tb vou voltar!! bjs
arlequim
http://carlequim.blogs.sapo.pt

Lina (Mar Revolto) disse...

Estou de saída da blogosfera, mas não dos sitios que descobri e me fizeram repousar a vista em mundos de sonho, como este que encontrei.
Virei por cá muitas vezes.
Bom fim de semana
Beijos