domingo, março 06, 2005

Por vezes

f877018.jpg
Dá isso... uma fome, uma sede... um vazio.
A falta de algo que nunca existiu...
Aquele incerto do não-sei-quê.
A sensação de que nada faz sentido.
Uma vontade de não dizer nada,
de não fazer nada...
Todo o ar é pouco,
todo gosto é amargo e todas as cores são cinza.
É como estar numa prisão sem grades ou correntes,
É como ter um corpo sem alma,
Possuir asas mas não ter forças para voar
E ficar por aqui
Com fome
Com sede
Vazio

3 comentários:

Lina disse...

Ficar a ouvir o som do silêncio, ouvir apenas o grito do momento e sentir a alma vazia...
Boa semana
Beijo

JOANA disse...

!!!FELIZ DIA DA MULHER!!!

Anónimo disse...

O teu vazio é mais belo que o transbordar de tantos outros.. Bj da Fernanda