sábado, fevereiro 26, 2005

Dúvidas

Transporto comigo a tua marca,
Que jamais posso apagar.
Feito tatuagem...
Como uma marca de nascença,
Com jeito de eterna.
Para sempre,
Apoderas-te da minha alma,
Desordenas meus pensamentos...
Em alguns momentos somos dois,
Em outros somos um só!
Afloras-me dos lábios,
Transbordas na minha alma,
E te fazes sentimentos...
E assim, colada a mim,
Tu roubas o meu perfume,
Emprestas o meu brilho,
Bebes da minha água,
E aprisionas o que há de melhor em mim.
Estás livremente presa a mim,
Como se minha pele fosses...
Confundimo-nos um no outro
E já não posso saber,
Onde começo eu...
Onde terminas tu...

5 comentários:

Cris disse...

Quando aqui chego fico simplesmente parada, a olhar o ecrã, vestida de sorrisos...

Que feliz se deve sentir quem assim te inspira tão doces palavras...

Um beijo imenso

Vera Cymbron disse...

As dúvidas são o sal da vida, sem elas que seria das mentes e dos movimentos dos corpos e dos desejos dos sonhos...
Gostei muito do teu canto. É sempre bom saber de alguém em "louca" vontade de ficar comigo, nas palavras...
Jinho

Anónimo disse...

Passei por aqui. Deixo-te um bj imenso e uma salva de palmas pelo teu talento e sensibilidade que sempre (ainda) me conseguem espantar. Fernanda

Águas de Março disse...

Uma dúvida que muitos gostariam de tamném sentir..
Boa semana, beijos.

Mar Revolto disse...

Como eu compreendo estas dúvidas. Como ao te ler me reli!
Beijo